terça-feira, novembro 20, 2007

Grandessíssimos II


Nem quero discutir os valores gerais do vencimento dos gestores das empresas públicas açorianas mas, a fazer fé nesta notícia constata-se que: "despesas de representação são abonadas aos administradores 14 vezes por ano, com excepção da Lotaçor em que são 12, pelo exercício de funções de representatividade, que ocorrem, normalmente, num período de 11 meses por ano."

Ora bolas, isto é como a história dos grandessíssimos... os deputados usaram o valor do vencimento do presidente da assembleia para majorar os seus vencimentos e estes, não tendo presidente nenhum acima para fazer uma falcatrua inventaram os anos com 14 meses a contar para as despesas de representação... Ou seja, têm as suas férias pagas como toda a gente, mas vá lá, tomem lá mais uma módica quantia para quando estiverem em funções numa praia das caraíbas!
Que habilidosos, aumentem os ordenados a esta gente mas ao menos impençam-os de fazer aldrabices destas e de chamar toda a gente de tola.

2 comentários:

Anônimo disse...

Fui ver o recebi da reforma da minha avó e confirmo - 273€! Ou seja um almoço para esses "senhores" - invertebrados! Tenho dito!

Pedro Rocha disse...

Lembando um filem galardoado com uns óscares há uns anos: ninguém lhes pde que sejam "homens do povo, mas sim homens para o povo", e não para os seus fúteis interesses!