quarta-feira, agosto 22, 2007

Conquista de Ceuta!

Vou agora imitar o candidato à liderança do PSD , e fazer um intelectual e muito culto COPY PASTE da wikipédia, acerca da conquista de Ceuta queterá caído definitivamente em mãos Portugueses num dia 22 de Agosto.


A conquista
O exército de 19 000 cavaleiros e soldados portugueses, ingleses, galegos e biscainhos havia largado de Lisboa a 25 de Julho, embarcado em cerca de 240 ou 110 navios de transporte e vasos de guerra. Na expedição seguia a fina flor da aristocracia portuguesa do século XV, incluíndo os príncipes Duarte, o herdeiro, Pedro, Duque de Coimbra e Henrique, Duque de Viseu. A 21 de Agosto, começou o desembarque sem encontrar resistência por parte dos Mouros. A guarnição da cidade de Ceuta correu a fechar as portas da cidade, mas as tropas portuguesas foram rápidas a impedir o estabelecimento de defesas adequadas. Na manhã de 22 de Agosto, Ceuta estava em mãos portuguesas. A mesquita foi consagrada e, na primeira missa lá realizada, os três príncipes da Ínclita geração presentes foram feitos cavaleiros pelo seu pai. Ceuta seria a primeira possessão portuguesa em África, estratégica para a exploração Atlântica que começava a ser efectuada.
Deixando ficar o conde de Viana, D. Pedro de Meneses, o rei, os infantes e o resto da frota regressaram a Lisboa em Setembro, tendo permanecido durante treze dias em Ceuta.O marroquinos não se deram por vencidos e atacaram a cidade em 1418 e 1419, sem qualquer resultado, e portanto manter a cidade era um problema, era necessário enviar mantimentos, roupas, armas, a maior parte dos soldados era recrutada a força, recorrendo-se a condenados e criminosos a quem o rei comutava a pena desde que fossem para Ceuta e ainda recompensar generosamente os nobres que ocupavam postos de chefia. Julgaram consegui-lo, quando do desastre português de Tânger, pedindo como resgate do infante de D. Fernando a cidade de Ceuta. Mas D. Fernando morreu no cativeiro e a cidade continuou portuguesa (1443.Ceuta teve que se aguentar sozinha durante 43 anos até que a posição da cidade ser consolidada com a tomada de Alcácer Seguer (1458), Arzila e Tânger (1471).
Em 1580 Ceuta manteve a administração portuguesa, como Tânger e Mazagão. Todavia, em 1640 não aclamou o Duque de Bragança, como rei de Portugal, mantendo-se espanhola. A situação não oficializada em 1668 com o Tratado de Lisboa, assinado entre os dois países e que pôs fim à guerra da Restauração. motivos estrategicos-porta aberta sobre o continente africano. motivos economicos-busca de ouro, cereais e escravos. motivos politicos-meio de os infantes praticarem um feito e assim serem armados cavaleiros. afirmaçao de uma dinastia.

Um comentário:

Hélder Medeiros disse...

Tás a falar mal do homem e afinal a culpa era do assessor (http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1302904). Esses assessores, nem para fazer plágios de jeito em nome dos chefes, que falta de profissionalismo.