quinta-feira, outubro 23, 2008

Com alguma sorte e tal.

Durante o jogo de hoje com o Herta, perante as substituições do treinador do Benfica quase que me passou pela cabeça que o treinador era o Carlos Queiros.
Assisti deveras atónito à gestão da equipa a partir do banco e estive para me convencer que este é apenas mais um espanhol que sabe bem menos de futebol do que o Fernando Santos.
Uma palavra de apreço para o Nuno Gomes, que efectuou um jogo fantástico. Na segunda parte apesar do avançado fresco ser o Suazo, foi o Nuno Gomes a esforçar-se e a espalhar a tal mística pelo campo. Muita gente já lhe tinha vaticinado o fim da carreira no Benfica mas ele está a provar que merece a titularidade.

3 comentários:

Rui Gamboa disse...

Estou com esperânça que este Flores esteja a aprender e não repita erros. Vamos a ver: no jogo contra o Paços, pos defesas quando estava a ganhar e acabou por empatar; neste jogo com o Hertha, tirou o Katso, jogador fundamental no equilibrio do meio-campo, e colocou o Martins que não tem nem metade da cultura táctica do grego, a equipe encostou-se à sua área e o badboy Pantelic meteu aquele belo golo.

Pu seja, parece-me que tentou´em Berlim não fazer os erros de Paços. Não percebeu, porém, que são jogos diferentes e, mais, acima de tudo tem que haver equilibrio e não exagerar.

Aliás, outra prova que está a aprender com os seus erros é o facto de já não por o Katso a defesa.

Por isso, espero que esteja a aprender com os seus erros e que consiga, mais tarde ou mais cedo, atinar.

Porque, uma coisa é certa, este é o melhor plantel do Benfica desde o tempo de Futre, JVP, Rui Costa, Shwartz, Isaias e companhia.

Quanto ao NG, totalmente de acordo. No entanto, ele pode esforçar-se muito, mas será sempre um jogador mediano, veja-se a forma inacreditável como falha golos. Ainda assim, tem sido dos melhores em campo sistematicamente. É o que faz haver alguma competetividade para o lugar e aí ele tem de esforçar-se.

Rui Gamboa disse...

Só depois de ver a grande jogatana que o Leixões fez no Porto, é que me dei conta que me enganei rendondamente no comentário anterior. O jogo do Benfica a que faço referência como sendo com o Paços de Ferreira, foi na verdade com o esse Leixões.

Já agora, tendo em conta este resultado de 2-3, que deveria ter sido 2-4, entre fcp e Leixões, percebemos que o empate no estádio do Mar, nem foi de todo mau.

Pedro Rocha disse...

Sem dúvida Rui, mal soube o resultado do clube regional corrupto na forma tentada com o Leixoes, é que me apercebi que no Estádio do Mar foi conquistado um ponto e não perdidos dois.